Conatus 2013


Área do Acadêmico

E-mail:
Senha:

3º Conatus contribuindo com o debate sobre Ecoturismo



A terceira edição do Conatus contou com 434 participantes, sendo 379 congressistas, 31 palestrantes e 24 pessoas da organização, feita pela Fundação Neotrópica do Brasil (FNB).

Além de receber participantes de Portugal, Costa Rica, México e Argentina, o Brasil foi representado, em sua maior parte, por 252 pessoas do Mato Grosso do Sul e 88 do Rio de Janeiro. O Conatus também teve a prestígio do Paraná (7), São Paulo (7) e Minas Gerais (5), entre outros, totalizando 16 estados.

Representante da Secretaria de Turismo de Santos, Valentina Rezende comentou que "O conteúdo está muito rico e completo. Além de ser em Bonito, o ícone do ecoturismo. Estou aproveitando pra fazer várias perguntas sobre a história do voucher único e da capacidade limitada nos pontos turísticos por sua delicadeza."

Angela Kuczach, da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), espontaneamente fez uma publicação na página do Conatus no Facebook: " Palestras interessantíssimas e um trabalho primoroso da equipe da Fundação Neotrópica. Uma demonstração clara que competência, organização e qualidade vão além de orçamentos milionários. Estou muito bem impressionada com a qualidade do evento e com o excelente trabalho da organização."

Estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) se organizaram para a viagem num grupo de 10 pessoas, de vários períodos do curso de Turismo. "O congresso dá a base teórica e nos atrativos a gente vê na prática", disse um deles, que foi logo complementado pela amiga: "muitas das coisas que a gente ouviu serviram de complemento ao que a gente aprende na faculdade."

Dos trabalhos científicos exibidos em pôsteres no Conatus, três receberam menção honrosa pelo comissão avaliadora: "Trilha Transcarioca", "Cama e Café Mulheres de Pedra: uma proposta para o desenvolvimento de turismo de base local" e "O papel do turismo de conservação na construção de novos valores ambientais em prjetos de pesquisa".

Ao longo dos quatro dias de encontro, reflexões e discussões produtivas culminaram em seis moções que serão encaminhadas para as instituições competentes   pela FNB. As moções tratam do pedido de dados acerca do impacto ambiental do avanço da soja em Bonito, medidas para evitar o atropelamento de animais nas estradas da região, recuperação e tombamento para visitação da Estrada Boiadeira, repudio à resolução CONAMA que permite a guarda de animais silvetres, implemetação de circuitos públicos e maior inserção do turismo de base comunitária em Bonito e a abertura do mergulho em cavernas no Parque Nacional da Serra da Bodoquena.

Veja fotos no nosso Flickr.


Tecnologia: Sistema Eventos